Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Gestão Democrática na Escola Pública: Implicações Legais e Operacionais
Rafaely Karolynne do Nascimento Campos

Última alteração: 2012-10-17

Resumo


A Gestão Democrática na Escola Pública foi objeto de estudo nesse trabalho. Visamos estudar os processos que norteiam a Gestão do Instituto Federal de Sergipe. Considerando o princípio da Gestão Democrática instituída na Legislação vigente, como ponto de partida do nosso estudo, fundamentamos esse trabalho nas ideias de diferentes estudiosos como Gadotti (2001), Libâneo (2004), Luckesi (2007), Paro (2006), dentre outros que concebem a Gestão Democrática como sendo algo fundamental para a efetivação de uma escola pública de qualidade. Nesse ensejo, fizemos uma pesquisa de campo, de cunho qualitativo, realizada no Instituto Federal de Sergipe. Os procedimentos metodológicos mais utilizados para coleta de dados foram entrevistas semiestruturadas, depoimentos e observação e os sujeitos dessa pesquisa são diretores, professores, pedagogos, alunos e pais. O presente estudo tem como principal objetivo analisar a concepção de gestão democrática que norteia o IFS, apontando concepções, implicações legais e operacionais; Contribuir para a discussão e reflexão dos processos democráticos da ação da direção, equipe pedagógica e toda comunidade escolar sobre a problemática da Gestão Democrática da Escola Pública. Busca ainda, refletir e compreender as ações e os desafios na busca da gestão democrática desta escola pública. Desenvolver ações que democratizem a gestão da escola não é tarefa fácil, entretanto durante a pesquisa podemos constatar que é possível desenvolver uma gestão democrática através de ações que possibilitem a descentralização de poder e a participação efetiva de todos que fazem parte da instituição, mesmo diante das dificuldades encontradas.


Texto completo: PDF