Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
MAPEAMENTOS DE PONTOS DE DISPOSIÇÃO INADEQUADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS NO MUNÍCIPIO DE SANTA INÊS – MA: O Caso do Bairro Centro
Loraine Oliveira Lauris, rOBERTO LOPES SOUSA NETO, VALERIA CARVALHO DE OLIVEIRA

Última alteração: 2012-10-19

Resumo


O aumento acelerado da geração de resíduos sólidos, resultante das atividades humanas, da concentração de pessoas e do aumento da produção individual de rejeitos proveniente do consumo da sociedade, justifica a preocupação cada vez maior com o meio ambiente, com a saúde pública e com a qualidade de vida da população. Sabe-se que o cenário desejável para essa problemática é a geração de lixo controlado, a redução de desperdícios, a máxima reutilização e reciclagem dos resíduos sólidos e a universalização dos serviços de limpeza urbana. Sabendo-se que com o aumento da população a produção de lixo não cessa de crescer, torna-se imperativo assegurar seu gerenciamento com o emprego das estratégias de gestão desses materiais. Buscar soluções para a questão dos resíduos sólidos urbanos é um dos principais desafios encontrados pelos gestores públicos na atualidade, devendo encontrar alternativas de minimização de resíduos e eliminação ambientalmente compatível, conservando os solos, as águas e o ar. Nesse contexto, no Município de Santa Inês – MA, é, sem dúvida, um dos grandes desafios a ser enfrentado pelo poder público, principalmente em nível municipal, uma vez que é de sua inteira responsabilidade a gestão e gerenciamento dos resíduos sólidos domiciliares. O presente trabalho teve por objetivo realizar o diagnóstico dos locais de descarga inadequada de resíduos sólidos urbanos (RSU) no bairro do Centro do referido município, onde foram percorridas as ruas do bairro para identificar os pontos de disposição irregular e foi contabilizada a frequência de aparecimento de cada tipo de resíduo (conforme classificação segundo a NBR 10.004/87). A metodologia utilizada foi composta por pesquisa de campo em determinadas ruas do Centro, a saber: Rua da Pedra Branca, Rua do Bambu, Avenida Luiz Muniz, Rua do Comércio, Rua Nova, Rua Santo Antônio, Rua da Raposa, Avenida Governador Sarney, Travessa Duque de Caxias, Rua Oswaldo Cruz e Avenida Castelo Branco. Foram realizados levantamentos com GPS e registraram-se imagens dos locais com a disposição inadequada. Os Resíduos Sólidos Urbanos foram divididos em: Papel/papelão, Metal (alumínio e aço), Plástico, Vidro, Matéria orgânica, VOLUMOSOS (móveis, resíduos da construção civil e outros) e PODAS (Resíduos de podas e capinas). Dentre os principais resultados observou-se que os principais tipos de resíduos são: papel, papelão, plástico e matéria orgânica (residências e estabelecimentos comerciais – bares, restaurantes e lanchonetes).


Texto completo: PDF