Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Teatro Experimental do Negro: contribuições ao teatro brasileiro
Fernando Antônio Fontenele Leão, Maria de Lourdes Macena Filha

Última alteração: 2012-12-13

Resumo


O Brasil vive o momento de um reatar com sua memória, implementa o discurso da recuperação histórica da dívida com a África e com os brasileiros afrodescendentes, envolve as casas legislativas, os movimentos sociais afro-brasileiros, as universidades e diversas outras instituições a fim de debater uma política renovada para uma legítima democracia racial. Nesse contexto de revisitar o passado para seguir adiante, propomos uma reflexão diante da ideia inovadora e destemida, para a década de 1940, que foi o Teatro Experimental do Negro, no Rio de Janeiro. A partir de uma pesquisa bibliográfica que inclui a literatura especializada de Mirian Garcia Mendes, Luiz de Aguiar Costa Pinto e José Flávio Sombra Saraiva, incluímos ainda artigos de Abdias do Nascimento, da Profa. Dra. Moema Parente Augel, além de depoimentos em revistas, críticas e crônicas publicadas nos principais jornais do país, buscamos uma resposta à questão: Quais as contribuições do Teatro Experimental do Negro para o teatro brasileiro? Na introdução, fazemos um panorama do contexto histórico problemático em que o Grupo foi criado, período em que os negros eram proibidos de frequentar determinados ambientes sociais e nos teatros apenas eram aceitos em papéis coadjuvantes. Na discussão da temática, apresentamos Abdias do Nascimento, artista, intelectual e militante negro, idealizador e um dos fundadores do Teatro Experimental do Negro e expomos o surgimento do Grupo com os primeiros desafios, os parceiros mais importantes, as ações exitosas. Por fim, relatamos algumas contribuições importantes que podem ser verificadas e classificadas como um legado do Teatro Experimental do Negro ao teatro e à sociedade brasileira.

Texto completo: PDF