Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Estudo do Custo da Energia Elétrica para o Tratamento de Efluentes da Indústria Têxtil por Eletrocoagulação.
Laura Emília Araújo, Bruna Damares Cavalcanti da Silva, Michaelle Priscila Souza de Miranda, Alyson Severino Gomes Tenório, Milton Pereira de Melo Júnior, ABEL COELHO DA SILVA NETO

Última alteração: 2012-10-02

Resumo


Resumo: A indústria têxtil é uma das maiores produtoras de efluentes líquidos. Os efluentes gerados nas indústrias têxteis variam enormemente em sua composição sendo constituídos de diversas substâncias químicas com coloração e com certo odor, prejudiciais ao meio ambiente. Desta maneira, torna-se essencial um apropriado sistema de tratamento para eliminação destes contaminantes. A técnica de eletrocoagulação é um método alternativo que vem demonstrando grande eficiência no tratamento de efluentes. Este trabalho teve como objetivo uma analise empírica do consumo de energia elétrica em kWh/m³ no tratamento de efluente por meio de eletrolises onde foi empregada uma corrente de 0,1 A, tensão de 2,4 V, tempo de tratamento de 10 minutos e obtendo um percentual de redução de cor de 99% para o corante Tupy® vermelho 13. Foram usados eletrodos de alumínio com área submersa de 35,2 cm², a densidade da corrente igual a 2,84 mA/cm². Os resultados obtidos foram de grande expressividade, pois contrastam a elevada eficiência do método na redução das cargas poluidoras com um consumo de energia elétrica equivalente a 40 kWh/m³ e um custo financeiro superior a dois milhões de reais por mês para uma indústria.

Texto completo: PDF