Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Incidência de Síndrome Metabólica em uma área rural da cidade de Limoeiro do Norte - Ceará
Celso Lourenço de Arruda Neto, Jéssica Cyntia Menezes Pitombeira, Fernanda Nara Maia Moura, Patrícia Chaves e Silva, Priscilla Lima Maia, Jania Maria Augusta da Silva

Última alteração: 2012-08-08

Resumo


A síndrome metabólica (SM) pode ser caracterizada por alguns fatores de risco como resistência à insulina, intolerância à glicose e pressão arterial elevada. A obesidade pode ser apontada como fator de risco direto na síndrome metabólica, visto que pode levar ao desenvolvimento de doenças como o diabetes. Este estudo teve por objetivo identificar a incidência de síndrome metabólica em uma comunidade rural da cidade de Limoeiro do Norte – CE. Para diagnosticar os casos de SM foram conhecidos o peso, altura, idade e gênero para a realização do cálculo do índice de massa corpórea (IMC), aferida a circunferência da cintura, a glicemia capilar e a pressão arterial sistêmica, com uma amostra de 39 moradores da comunidade, classificados de acordo com os critérios propostos pela National Cholesterol Education Program – Adult Treatment Panel III (NCEP-ATP III). Os resultados mostraram uma incidência de SM de 30,8%. O valor de incidência esperado ultimamente em populações em todo o mundo é que seja superior a 30%. Acredita-se que esta alta incidência deve-se a modificações ocorridas nos hábitos alimentares e de estilo de vida, caracterizadas pelo aumento do consumo de alimentos ricos em energia, associados ao sedentarismo. A alta incidência de SM na população rural evidencia que as mudanças prejudiciais nos hábitos alimentares estão alcançando as populações distantes da área urbana e isto se torna um fator importante no desenvolvimento de doenças associadas à síndrome metabólica.

Texto completo: PDF