Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
RESPOSTA DE MUDAS DE PIMENTA DE CHEIRO À TOLERÂNCIA AOS SAIS
Yasmin Alves da Silva, Anna Hozana Francilino, Fábio Ferreira da Silva, Emanuele Victor de Oliveira, Marcos Antonio Vieira Batista

Última alteração: 2012-12-13

Resumo


As culturas de pimenta são relativamente tolerantes à salinidade durante a germinação, mas se tornam mais sensíveis na emergência e no estágio inicial do crescimento. A tolerância aos sais foi estudado objetivando avaliar o crescimento inicial da cultivar de pimenta de cheiro. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com três repetições, em esquema fatorial 2x5. Os tratamentos consistiram da combinação de dois sistemas de tratamento de sementes (com e sem pré-embebição em solução salina de NaCl), com cinco níveis de salinidade da água (0,5; 1,0; 1,5; 2,0 e 2,5 dS m-1). Os dados foram submetidos à análise de variância ao nível de 5% de probabilidade. De todas as características avaliadas, a cultivar pimenta de cheiro mostrou-se tolerante aos níveis de salinidade submetidos, não apresentando efeito isolado para os diferentes preparos.


Texto completo: PDF