Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Comunidades de Prática Virtuais no Ensino de Física: um relato das atividade da comunidade Brincando de Ciências
Jancarlos Menezes Lapa, Icaro da Silva Reis, Iago Pinto, Juan Prazeres

Última alteração: 2012-10-17

Resumo


As tecnologias da Informação e Comunicação – TIC – estão propiciando a consolidação de novas estruturas sociais e formas de organização onde é possível a troca de informações independentemente do lugar onde estamos e com múltiplas pessoas. Esses grupos de indivíduos são caracterizados como comunidades virtuais quando, os participantes mantêm relação sociais, negociando significados bem como suas identidades e o contextos onde estão inseridos. Estas novas comunidades têm a potencialidade de desenvolver sistemas culturais em que seus membros podem ascender, compartilhar e construir conhecimento baseado nas relações  estabelecida entre eles (WENGER, 1998). Este trabalho se propõe a apresentar os resultados parciais sobre as interações dos participantes de uma comunidade de prática virtual, envolvendo estudantes da educação básica e professores pesquisadores de Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia. No delineamento metodológico deste estudo foi utilizada a ferramenta de análise de redes sociais (ARS) como forma de ilustrar as interações dos sujeitos dentro de um ambiente colaborativo, a partir dos fóruns de discussão. No levantamento de dados foram optou-se pelos softwares UCINET 6.0 e NETDRAW 2.2 para a organização e sistematização dos indicadores de redes. Levando em conta a produção dos trabalhos desenvolvidos dentro do grupo, classificamos as atividades de interação dentro da comunidade como satisfatórias. Nessa perspectiva das ideias de cooperação e colaboração espera-se o debate teórico-metodológico inicial, a respeito do potencial de produção através de uma comunidade virtual de ensino de Física.

Texto completo: PDF