Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Medidas lineares de eqüinos da raça Mangalarga criados na região de Itapetinga-Ba
Leandro Pereira Lima, Rafael Costa Oliveira Coelho, João Rodrigo Santos Dantas, Igor Araújo Ferraz, Amanda dos Santos Faleiro, Carla Fabrícia de Araújo Cordeiro

Última alteração: 2012-08-28

Resumo


O objetivo deste trabalho foi caracterizar os eqüinos da raça Mangalarga criados na região de Itapetinga-Ba levando em conta suas medidas lineares. Utilizou-se 74 eqüinos adultos sendo 31 machos e 44 fêmeas. Foram tomadas as medidas de Altura na cernelha, Altura na garupa, Perímetro da canela, Perímetro torácico, Comprimento do corpo, e foi calculado o Peso corporal estimado. A altura da cernelha, de acordo com o sexo, foi de 155,68±0,03 cm e de 152,00±0,04 cm para machos e fêmeas, respectivamente, sendo que esta média foi 1,57 cm mais elevada que a média da Altura da garupa, nos machos. Os valores médios observados para o perímetro da canela, foram de 19,03±0,01 cm nos machos e 18,74±0,01 cm nas fêmeas. Os machos apresentaram médias de 175,65±0,04 e as fêmeas de 173,53±0,04 cm paro o perímetro torácico, enquanto que para o comprimento do corpo as médias foram 167,46±0,05 e 167,93±0,04, respectivamente. Os machos apresentaram peso estimado 3,5% maior do que o peso médio das fêmeas, sendo as médias de 434,02±25,25 e 418,69±27,83 kg para machos e fêmeas, respectivamente. Concluiu-se que animais estudados apresentaram medidas lineares dentro daquelas determinadas pelo padrão racial, sendo que os machos apresentaram médias superiores às fêmeas.


Texto completo: PDF