Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
COOPERATIVISMO E ASSENTAMENTOS RURAIS: um estudo no assentamento Transaraguaia no Município de Araguatins/TO
Elvira Aparecida Simões de Araújo, ÁGELA MARIA PEREIRA DA SILVA, Marilsa de Sá Rodrigues Tadeucci

Última alteração: 2012-12-13

Resumo


O artigo trata do cooperativismo no processo de gestão em assentamentos rurais. Entende-se o cooperativismo como um tipo de sociedade de pessoas, sem fins lucrativos, mas que possa inserir os assentados em uma gestão participativa. Com este estudo procurou-se identificar os elementos que indicam mudanças e as possibilidades de melhorar a vida da coletividade, bem como entender os assentamentos rurais e a necessidade de incorporá-los dentro do cooperativismo como modelo organizacional. As informações foram levantadas a partir de pesquisa bibliográfica e documental, bem como de pesquisa de campo, quanto à abordagem é qualitativa. Para coleta de dados, utilizou-se como instrumento, entrevista com: 06 professores e alunos que participaram do Projeto Rondon/Senar; com o presidente da Associação dos Pequenos Produtores Rurais do PA Transaraguaia; e com um membro de cada família assentada. Concluiu-se que ainda não há um comportamento coletivo que venha facilitar a vida dos assentados, o cooperativismo não está presente, pois falta organização, infraestrutura e técnicas de como trabalhar com a terra.


Texto completo: PDF