Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
TECNOLOGIAS ASSISTIVAS COMO MEDIADOR INSTRUMENTAL POTENCIALIZANDO O APRENDIZADO DA CRIANÇA COM SINDROME DE DOWN
rafael pontes lima

Última alteração: 2012-08-17

Resumo


O presente trabalho pretende mostrar os resultados de uma dissertação de mestrado que visa compreender como ocorre o desenvolvimento e o aprendizado das crianças com síndrome de Down através do uso de um software educacional, tendo como suporte teórico o paradigma da educação inclusiva e a teoria sócio-histórica de Vygotski. Os resultados mostram que as tecnologias assistivas, neste caso apresentada através do uso de um software educacional, podem auxiliar no processo de ensino e aprendizagem na mediação entre o professor e a criança com síndrome de Down. As crianças com síndrome de Down apresentam pouca habilidade de assimilação da informação através da memória auditiva de curto prazo, provocando dificuldade de aprendizagem sob a forma narrativa e oralizada praticada pela maioria dos professores no contexto atual do ensino regular. Por outro lado, as crianças com síndrome de Down, apresentam como habilidade a ser potencializada sua memória visual. Assim, os resultados sustentam a tese de que o uso de tecnologias assistivas, como o software educacional, aliado à figura do mediador social (professor) potencializam a memória visual das crianças com síndrome de Down e possibilitam um aprendizado rico e de qualidade, quando o foco está nas habilidades e não nas deficiências, proporcionando condições para que aconteça a educação inclusiva.

Texto completo: PDF