Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
A Importância do Curso Licenciatura em Química no Amapá: a situação do curso no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá-IFAP
Ineval Borges dos Santos Neto, Lizandra Lima Santos, Jorge Emilio Henriques Gomes, Tatiana da Conceição Gonçalves

Última alteração: 2012-08-27

Resumo


O presente artigo tem como princípio apresentar a importância do profissional Licenciado em Química no Estado do Amapá e a situação do curso de Licenciatura em Química no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá-IFAP. Para que isso fosse possível, o grupo fez uma entrevista com o coordenador do curso, a fim de que ele orientasse a formulação dos questionários que foram aplicados aos acadêmicos. Ao término dessa ação do projeto, apresentaram-se os dados obtidos para o coordenador, a fim de ter uma concepção, uma ideia da situação circunscrita pela pesquisa por um profissional da área. Os outros participantes desta pesquisa foram os acadêmicos do curso de Licenciatura em Química, da instituição, que participaram da coleta de dados através dos questionários que foram elaborados junto ao coordenador do curso, tornando este estudo característico de uma pesquisa de campo, com a intenção de vivenciar, entender e tornar qualitativa a pesquisa. Os resultados obtidos foram simultaneamente satisfatórios e insatisfatórios, pois através deles pôde-se visualizar a situação atual dos discentes e saber como a instituição lida com ela. Como resultado satisfatório, verificou-se o intento de alguns acadêmicos pela permanência na instituição, o interesse pela pesquisa e pela compreensão dos assuntos estudados. Já como dados insatisfatórios, enfatizar-se-ão a alta evasão que o curso apresenta em um tempo muito curto de duração e o desalinho da instituição pela promoção da permanência dos acadêmicos em seu âmbito. Esses dados considerados satisfatórios e insatisfatórios podem ser reflexos do pequeno período de atuação da instituição no Estado do Amapá, por isso conta com um contingente reduzido de funcionários para a demanda do campus, uma vez que atua no Estado há apenas dois anos, ou seja, “essa precariedade” institucional que se desenha está causando perdas a esse órgão educacional, com relação aos serviços ofertados. Isso também influencia na criação de programas institucionais que motivem a permanência de discentes nesse estabelecimento de ensino, já que uma dos aspectos negativos pontuados pela pesquisa do grupo que compõe este projeto é a alta evasão, e foi, com certeza, o dado que mais preocupou na apuração dos resultados obtidos.


Texto completo: PDF