Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Aplicação de Máquinas de Vetor de Suporte na Classificação de Vozes Patológicas Utilizando o Expoente de Hurst
Jayne dos Santos Lima, Thamyres Tâmulla C. Palitó, Vinícius Jefferson Dias Vieira, Silvana Cunha Costa, Suzete E. Nóbrega Correia, Washington César de Almeida Costa

Última alteração: 2012-08-14

Resumo


Técnicas de processamento digital de sinais têm sido fortemente utilizadas através da análise acústica de desordens provocadas por patologias laríngeas, devido a sua simplicidade e natureza não invasiva. No reconhecimento de padrões, uma técnica para classificação de sinais, que vem sendo utilizada recentemente, devido a sua robustez diante de dados com grande dimensão e boa capacidade de generalização, são as máquinas de vetores de suporte. Neste artigo é apresentada uma aplicação desta técnica para a classificação de sinais de vozes saudáveis e vozes afetadas por patologias na laringe, especificamente, edema de Reinke, paralisia nas pregas vocais e nódulos. Foram utilizadas quatro máquinas de vetor de suporte, uma para cada classe de sinais. A característica fornecida ao classificador, no processo de treinamento, é o parâmetro de Hurst obtido pelo método da variância no tempo. Os resultados apresentaram taxa de correta classificação superior a 99% na discriminação entre os sinais de vozes saudáveis e vozes afetadas por paralisia nas pregas vocais. 

Texto completo: PDF