Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
A Importância em Refutar a Ciência, Segundo Popper
Josiene Ferreira dos Santos Lima, julio cesar teles de lima junior, julio cesar teles de lima junior

Última alteração: 2012-09-12

Resumo


Sir Karl Popper destaca-se como um dos mais importantes pensadores no século XX no cenário da filosofia da ciência. A relevância desse trabalho é expressar a ciência segundo o pensamento de Popper, indo além de um simples valor de sobrevivência biológica. O presente trabalho tem como objetivo expor a epistemologia de Popper de forma corroborada com suas ideias em que o tema ciência ao buscar uma “verdade”, essa verdade possa ser sempre refutada. A pesquisa é qualitativa de caráter bibliográfico. Para Popper a epistemologia otimista de Bacon e Descartes não podem ser verdadeiros. Popper salienta que no campo da ciência possuímos um critério de progresso que mesmo antes de submeter uma teoria a testes empíricos, corroborada por esses testes, ela representará um avanço sobre outras teorias. O pensador se preocupou em caracterizar a ciência empírica em oposição a outras construções teóricas, em particular as indutivista, deu importância a lógica na construção da metodologia e valor a experiência como instância de teste para hipóteses ou teorias. Popper, em todas as suas obras defende que o critério de demarcação da ciência não é a verificação, mas sim o falseamento e mostra como a ciência só pode ser definida por meio de regras metodológicas. Assim sendo, quando Popper fala em expansão do conhecimento científico refere-se à reiterada substituição de teorias científicas por outras, melhores ou mais satisfatórias, e não à simples acumulação de observações. O tema da ciência em Popper é a busca do conhecimento e suas refutações, em que a verdade pode ser falseada a todo o momento.


Texto completo: PDF