Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Efeito do Aumento de Doses Crescentes de Carvão Vegetal nas Propriedades Químicas do Solo
José Adalberto Souza Júnior

Última alteração: 2012-08-26

Resumo


A agricultura precisa e deve ser desenvolvida racionalmente a fim de que os seus recursos naturais possam ser conservados e garantidos para as futuras gerações. A necessidade de garantir a sustentabilidade dos solos amazônicos incita esforços para a compreensão e elaboração de técnicas que possam minimizar os efeitos antrópicos sobre os ecossistemas. As substâncias húmicas contidas nesses solos possuem grande influência nos atributos de fertilidade, logo é necessária a realização de análises para quantificá-las e para conhecimento de seus efeitos sobre o solo.

A extração das substâncias húmicas foram definidas operacionalmente em relação às suas solubilidades em meio aquoso em função do pH da solução extratora. Outras análises foram realizadas para avaliação dos teores de macronutrientes do solo com o uso de espectrofotômetro e absorção atômica no Laboratório Temático de Solos e Plantas (LTSP) do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA).

De acordo com as análises, as frações humina e ácidos fúlvicos não apresentaram aumento significativo entre os tratamentos, diferentemente da fração ácidos húmicos que obtiveram um aumento significativo entre o tratamento T0 (0 kg de carvão) e T1(400 kg de carvão). Os valores de pH em água não variaram muito ao longo dos tratamentos, assim como teor de potássio.O teor de alumínio decresceu com o aumento das doses de carvão vegetal, o de fósforo apresentou-se maior no tratamento T1 (400 kg de carvão), a quantidade de cálcio foi mais elevada no tratamento T2 (800 kg de carvão) e por fim, os teores de magnésio foram crescentes até o tratamento T2 e a partir daí apresentaram-se constantes.


Texto completo: PDF