Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Influência de cossubstrato e da atividade enzimática do fungo Phanerochaete chrysosporium quanto à remoção de corante azo
Helison Oliveira Maximo, André Leite Cunha, Kelly Araujo Rodrigues, Marcus Vinicius Andrade, Rinaldo Araujo

Última alteração: 2012-10-17

Resumo


Diversos problemas são causados pelo lançamento sem tratamento de resíduos líquidos oriundos de processos industriais, dos quais os de origem têxtil ocasionam grande impacto negativo nos ambientes onde estes são descartados. Devido à necessidade de diminuir esses impactos, várias pesquisas vêm sendo desenvolvidas a fim de minimizá-los, como por exemplo, as relacionadas com tratamento destes efluentes por fungos, particularmente, os de podridão branca que têm provado sua eficiência em degradar compostos tóxicos. A presente pesquisa utilizou o fungo Phanerochaete chrysosporium na avaliação da viabilidade de tratamento biológico a fim de remover matéria orgânica carbonácea, corante azo vermelho do congo (20 mg/L), e nutrientes em meio aquoso. Foram alcançadas as melhores médias de atividade enzimática e também de remoções de matéria orgânica carbonácea (97%), corante (78%), amônia (65%) e nitrato (68%) na etapa 2, na qual os micro-organismos dispunham da menor concentração de glicose (1 g.L-1).

 


Texto completo: PDF