Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Índices de Estatura para Idade e IMC para Idade em escolares de um município do Nordeste Brasileiro
Glauber Carvalho Nobre, José Valdir Barbosa Filho, Paulo Felipe Ribeiro Bandeira, Antonny Viana dos Santos, Francisco Salviano Sales Nobre

Última alteração: 2012-10-19

Resumo


O monitoramento de indicadores antropométricos é de extrema importância ao permitir o estabelecimento, controle e vigilância do perfil de crescimento físico e estado nutricional, sobretudo de indivíduos em idade escolar. O objetivo do estudo foi investigar o perfil de crescimento físico e estado nutricional de escolares a partir dos índices de estatura para idade e IMC para idade. Participaram do estudo 764 escolares de ambos os sexos, com idades entre 07 e 10 anos, sendo 396 do sexo masculino (7 anos – n= 65; 8 anos – n= 113; 9 anos – n= 101; 10 anos – n= 90) e 368 do sexo feminino (7 anos – n= 80; 8 anos – n= 111; 9 anos – n= 1115; 10 anos – n= 91) , oriundos de escolas da rede municipal de ensino da cidade de Crato, localizada no sul do estado do Ceará. Foram adotados os indicadores de estatura para a idade e IMC para a idade e os pontos de corte sugeridos pela World Health Organization (WHO, 2007). No que diz respeito aos resultados de estatura para idade, a grande maioria das crianças, independente do sexo e idade, apontou índices adequados de crescimento estatural considerando a idade cronológica. Quanto aos percentuais de adequação do IMC para idade observou-se índices significativos de crianças com magreza e magreza acentuada. Estes achados podem indicar um quadro de deficiência nutricional aguda sugerida pela inadequação no consumo alimentar e consequentemente gerar implicações negativas em aspectos do desenvolvimento destes escolares.

Texto completo: PDF