Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
ANÁLISE QUANTITATIVA DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL: UM ESTUDO DE CASO
Roberta Estevão da Silva, Alexsandra Rocha Meira, Nelma Mirian Chagas Araújo

Última alteração: 2012-08-07

Resumo


 A construção civil é uma grande consumidora de matéria-prima do planeta. Além disso, é responsável por parte significativa dos impactos causados ao meio ambiente. Nos últimos anos, observa-se o aumento da geração de resíduos devido ao crescente processo de verticalização das construções nas cidades. Essa realidade contribui para a urgente necessidade de medidas relacionadas ao gerenciamento dos resíduos oriundos das obras. Buscou-se com essa pesquisa avaliar uma empresa construtora instalada na cidade de João Pessoa-PB, no tocante à quantificação de resíduos. Para a realização desse estudo, utilizou-se como base diretrizes e requisitos estabelecidos pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA). Com o intuito de obter informações sobre a quantificação de resíduos, procedeu-se com levantamentos e medições in loco, através da utilização de formulários previamente elaborados e instrumentos de medição. Para estabelecer análises comparativas entre os resíduos gerados, buscou-se uniformizar as unidades de medida, definindo como unidade padrão o peso em Kg. Durante o período da coleta (33 dias), foram analisados resíduos de argamassa, blocos de concreto, blocos cerâmicos e madeira, provenientes das etapas de estrutura e alvenaria. Para esse período, a obra gerou um total de resíduos de madeira de 1.865,50 kg. Os resultados dessa pesquisa fornecem parâmetros quantitativos para se concluir que o nível de desenvolvimento da obra estudada, em termos de gestão dos resíduos, está insatisfatório, carecendo a adoção de procedimentos que visem aperfeiçoar esse processo, com vistas a galgar benefícios tanto para a empresa quanto para a sociedade e o meio ambiente, de uma forma geral.

Texto completo: PDF