Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E EXERGÉTICA DE UM SISTEMA DE REFRIGERAÇÃO POR ADSORÇÃO
Herbert Melo Vieira, Joselma Araújo de Amorim, Márcio Gomes da Silva, José Maurício A.M. Gurgel

Última alteração: 2012-11-29

Resumo


Neste trabalho são apresentados os resultados obtidos através da simulação numérica de um sistema de refrigeração por adsorção e uma análise exergética do sistema que é composto por um chiller adsortivo, sendo aquecido/resfriado por água quente/fria, um reservatório térmico um condensador e um evaporador. Foi desenvolvida uma metodologia computacional para avaliar a influência dos principais parâmetros de operação do sistema sobre a capacidade de resfriamento e o COP os modelos matemáticos foram solucionados utilizando os programas ees para análise exergética e Fortran para as equações que mapeiam o fenômeno adsortivo/dessortivo, que ocorre no interior do chiller. O modelo foi validado através da comparação com os dados experimentais de um sistema de refrigeração por adsorção que utiliza um chiller adsortivo. Um condensador e um evaporador estão acoplados ao chiller, onde o adsorbato (água) que está adsorvido no adsorvente (sílica-gel) é condensada e transferida para o evaporador. Quando o leito poroso atingir a temperatura máxima, faz-se passar água fria sobre o mesmo, promovendo o rápido resfriamento e consequentemente a adsorção do adsorbato que se encontra no evaporador, produzindo desta forma o efeito frigorífico. Os resultados obtidos mostram que a temperatura do fluido térmico que fornece energia para o leito poroso é fundamental para o bom desempenho do sistema. Para a análise exergética foi calculada a exergia total dos fluidos de trabalho, obtendo o coeficiente de performance pela primeira lei e segunda lei.


Texto completo: PDF