Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Reflexões sobre as Dificuldades de Aprendizagem no Ensino de Química
Antônio Erileudo Lima da Silva, Francisco Marcelo Sousa Victor, Mirra Campos Capistrano, Roberta Luciana Leite Barroso, Ana Angélica Mathias Macedo, LAECIO NOBRE DE MACEDO

Última alteração: 2012-10-17

Resumo


Muitos alunos enfrentam sérias dificuldades e não chegam a concluir o Ensino Médio. Dentre essas dificuldades destacam-se falta de incentivo por parte dos professores e familiares; o uso de metodologias inadequadas; falta de criatividade e uma exploração mais eficaz dos recursos disponibilizados pelas escolas, tais como os laboratórios de ciências, laboratórios de informática e uso de softwares educacionais para realizar simulações virtuais ou ainda a utilização de jogos pedagógicos relacionados aos assuntos abordados nas aulas. Outra crítica de relevância  diz respeito aos conteúdos vistos em sala de aula, que não mostram relação com o cotidiano vivido pelos alunos. O presente artigo tem como objetivo mostrar as dificuldades enfrentadas pelos alunos do Ensino Médio na disciplina de Química. Realizou-se uma pesquisa do tipo exploratória com uso de questionários. Os resultados indicam que (26%) dos alunos não gostam da disciplina de Química e que (68%) sentem dificuldades de aprendizagem nesta disciplina. Os dados indicam ainda que (57%) dos participantes acreditam que as aulas de Química podem ser melhoradas através do uso de novas metodologias e tecnologias; (48%) dos participantes não utilizam o laboratório de Química para aulas práticas e acreditam que a escola não está adequada para receber novos alunos; (78%) dos participantes querem o aprimoramento das metodologias utilizadas nas salas de aula e (65%) dos participantes não alcançaram notas acima da média no ano passado.


Texto completo: PDF