Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
O microscópio de luz: um aliado do professor?
Rosangela Martins de Oliveira, Vanderlucia Batista Almeida da Silva, Aline Correia Silva

Última alteração: 2012-10-19

Resumo


Resumo: Na busca pelo aprendizado significativo, o docente é impelido a planejar adequadamente suas aulas. As atividades práticas são uma excelente estratégia de ensino, e no contexto das Ciências Biológicas, aulas que utilizem o microscópio de luz possibilitam um incremento substancial à teoria. A falta do equipamento não é o único motivo para que um professor não utilize esta estratégia, o desconhecimento prático de protocolos e técnicas são empecilhos igualmente relevantes. O presente trabalho teve como objetivo expor alguns protocolos que preparassem células para serem observadas ao microscópio de luz. Os métodos apresentados foram parte de um curso de pequena duração ministrado no IFTO – campus Araguatins à estudantes do curso de licenciatura em Ciências Biológicas. Os resultados das preparações mostraram que é possível avaliar diferentes tipos de células, animal e vegetal e diferentes organizações do DNA, ou seja, no núcleo interfásico, em mitose ou como cromossomos politênicos. Além disso, os resultados também permitiram mostrar que uma substância terapêutica, como a Violeta de Genciana comprada em farmácias, poderia ser usada como um corante para DNA. Aos futuros docentes, o conhecimento adquirido pode ainda ter diversas maneiras de aplicação, ou seja, as aulas com tais protocolos podem ser organizadas de maneira diferenciada, possibilitando aos alunos do ensino médio, por exemplo, o exercício do método científico.

Texto completo: PDF