Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
APTIDÃO FÍSICA RELACIONADA AO DESEMPENHO MOTOR E SAUDE DE ESCOLARES PRATICANTES DE FUTSAL DE JUAZEIRO DO NORTE - CE
Herisson Gonçalves Pereira, Victor Hugo Sátero Balbino, Allan Muller Hidelbrando Cavalcante, Maria Welida da Silva Almeida, Luciano das Neves Carvalho

Última alteração: 2012-09-23

Resumo


O futsal comparado com as demais modalidades pode ser considerado como um dos esportes mais praticados, principalmente pelos adolescentes, devido a sua baixa exigência de materiais e facilidade no entendimento das regras, no entanto, a modalidade possui requisitos físicos e motores que exigem do praticante um nível de aptidão física elevado para realização de ações precisas dentro do jogo. Considerando esses fatores, o presente estudo teve como objetivo avaliar e identificar o nível de aptidão física relacionada ao desempenho motor e à saúde de alunos praticantes de futsal matriculadas em uma instituição de ensino pública da cidade de Juazeiro do Norte - CE. A amostra foi composta por 19 adolescentes do sexo masculino, com idade entre 15 e 17 anos (16,63±0,68 anos), matriculados em uma escola pública de ensino profissionalizante da cidade de Juazeiro do Norte - CE. A obtenção de dados ocorreu através da aplicação da bateria de medidas e testes referentes ao Projeto Esporte Brasil - PROESP-BR. Foram coletados peso e estatura para cálculo do IMC. Para as variáveis de aptidão física relacionada ao desempenho motor foram analisadas a envergadura, velocidade, agilidade; flexibilidade e capacidade cardiorrespiratória (teste de 9 minutos) para a aptidão física relacionada à saude. Na variável flexibilidade, 31,6% dos adolescentes ficaram classificados como bom. Em relação à agilidade e a velocidade, a maioria dos adolescentes se encontravam razoáveis com (54,0%) e (52,6%), respectivamente. No teste de capacidade cardiorrespiratória (9 minutos), os adolescentes obtiveram resultados satisfatórios, onde as classificações bom e muito bom apresentaram um percentual equivalente a 41,1% da amostra total. Conclui-se que os adolescentes apresentaram bons níveis de aptidão física principalmente na velocidade e agilidade, bem como se encontraram em níveis de resistência e flexibilidade adequados, tornando-se assim um indicativo bastante relevante na prática do futsal, onde suas ações dentro do jogo serão facilitadas.

Texto completo: PDF