Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
DESCOLORAÇÃO DO CORANTE AZO CONGO RED EM SOLUÇÃO AQUOSA ATRAVÉS DO PROCESSO OXIDATIVO FENTON
Damille Gondim Leite, francisco bruno monte gomes, paulo igor milen, Sarah Abreu Moreira, Michael Barbosa Viana, Marcos Erick rodrigues

Última alteração: 2012-10-20

Resumo


A eficiência da oxidação do processo Fenton depende de várias variáveis, a citar: pH do meio, a temperatura, o tempo de reação (sistema em batelada), a concentração do peróxido de hidrogênio e do catalizador (Fe+2), e, a concentração dos poluentes presentes no efluente. Assim, o objetivo desse trabalho foi avaliar a influência de alguns parâmetros operacionais importantes na descoloração da solução contendo o corante azo Congo red (50mg/L) utilizando o processo fenton. Os experimentos foram realizados em reatores com volume útil de 250mL operados em batelada. Os resultados mostram que, em geral, a remoção de cor aumentou continuamente com a concentração do Fe2+ até a concentração de 5mM. O aumento da concentração de peróxido de hidrogênio expressa pela relação molar H2O2/Fe2+ proporcionou maiores remoções do corante CR (50mg/L), com destaque para as remoções superiores a 98% atingidas pelas concentrações 5 e 15mM de Fe2+ para a  H2O2/Fe2+ igual a 100. Os melhores resultados de remoção do corante foram obtidas para pH igual a 3. Finalmente, a descoloração do corante CR mostrou-se melhor ajustado ao modelo cinético de segunda ordem.


Texto completo: PDF