Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Atividade Antioxidante in vitro, do Extrato Etanólico do Gel da ALOE VERA (Aloe barbadensis Miller)
Dágyla Mayara Oliveira Dias, Ana Angélica Mathias Macêdo, Ana Raquel Araújo Silva

Última alteração: 2012-08-30

Resumo


Este trabalho tem por objetivo determinar a atividade antioxidante in vitro, do extrato etanólico do gel da babosa (Aloe barbadensis Miller), planta africana pertencente à família das Liliáceas e do gênero Aloe. No gel da planta pode ser encontrado um rico fitocomplexo, responsável por suas propriedades, sendo á este atribuída as várias utilidades na medicina popular: cicatrizante, anestésico, desintoxicante, antibiótico, antiinflamatório, etc. Devido a estas propriedades e às diversas substâncias ativas presentes no gel da babosa, ela tem desempenhado um importante papel na fabricação de novos fármacos. Nos últimos anos vários estudos têm sido desenvolvidos a fim de se descobrir antioxidantes naturais, levando-se em conta que, grande parte dos agentes antioxidantes naturais, são compostos fenólicos que são amplamente distribuídos em plantas medicinais, os quais desempenham um importante papel nos cuidados da saúde. Neste trabalho foi analisada a atividade antioxidante do extrato etanólico do gel da babosa, empregado-se o método que utiliza o DPPH (2,2-difenil-1-picrilhidrazil), sendo este baseado na captura do radical por antioxidantes, produzindo um decréscimo da absorbância á 515 nm. O gel da babosa foi submetido à extração com etanol por uma semana, sendo a solução resultante, evaporada á 65ºC. A partir do extrato foram feitas diluições seriadas das amostras de 1000, 950, 900, 850, 800, 750, 700, 600, 650, 500 e 550 ppm. A análise foi realizada em triplicata. O valor encontrado neste trabalho é consideravelmente superior aos valores encontrados por Cunha, pode-se justificar esta diferença pelo método utilizado, já que neste trabalho, a determinação da atividade antioxidante foi feita pelo método do DPPH e, na metodologia desenvolvida por Cunha, utilizaram-se os métodos ABTS e FRAP. Levando-se em consideração que quanto menor o valor da Ec50 maior a atividade antioxidante, pode-se concluir, a partir dos resultados obtidos, que o extrato do gel da babosa possue atividade antioxidante satisfatória.

Texto completo: PDF