Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
PARÂMETROS DA VIOLÊNCIA ESCOLAR EM QUIXADÁ
Hévilla Suelen Teixeira Tavares, Pedro Paulo Correia Saraiva, Antônia Millena de Oliveira Lima, Dhion Meyg da Silva Fernandes, Laís Borges de Andrade, LAECIO NOBRE DE MACEDO

Última alteração: 2012-10-17

Resumo


Atos de violência ocorrem todos os dias nas escolas. Jornais e revistas estão repletos de casos de agressões contra alunos, professores, coordenadores e diretores. O bullying é a principal forma de violência. Tal prática tem afastado vários professores de suas atividades, prejudicando a vida dos educandos e da sociedade, em geral. Todavia, a comunidade escolar tem se mobilizado para tentar diminuir esse tipo de violência, que se caracteriza por atos de agressão verbal, física, emocional, racista e sexual. O presente estudo tem por objetivo apresentar o panorama da violência nas escolas públicas de Ensino Médio da cidade de Quixadá. Para atingir esse objetivo os pesquisadores utilizaram um questionário contendo vinte (20) questões onde os participantes deveriam indicar se eles já haviam sido vítimas de violência física ou verbal dentro da escola. Os participantes da pesquisa foram cem (100) alunos de duas escolas locais que tinham entre quinze e vinte anos de idade. A análise dos dados indica que 32% dos entrevistados já foram vítimas de algum tipo de violência dentro da escola.  A análise indica ainda que a violência dentro das escolas do município de Quixadá está associada ao uso de drogas, a baixa autoestima dos jovens e suas baixas expectativas em relação ao futuro.   

Texto completo: PDF