Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Avaliação de lâminas de irrigação na cultura da mamona em região semiárida
Marcelo Rocha do Santos, Alisson Jhonanthan Ivo Azevedo, Jax Emerson Rodrigues Fernandes, Breno Rosa Neves, Sérgio Luiz Rodrigues Donato, Bismarc Lopes da Silva

Última alteração: 2012-08-29

Resumo


Atualmente, é crescente a busca por formas de energia renovável e de menor impactos ambiental, tendo como principal opção o biodiesel. A mamona (Ricinus communis L.) é uma das principais matérias-primas para a derivação desses combustíveis de origem vegetal. Com a escassez de informações na literatura a respeito de irrigação na cultura da mamona em região de semiárido baiano, objetivou-se com este trabalho avaliar diferentes laminas de irrigação no crescimento, número de cacho por planta e produtividade de mamona em região semiárida da Bahia. O trabalho foi desenvolvido numa área experimental do setor de agricultura do Instituto federal de Educação, Ciência e Tecnologia baiano Campus Guanambi. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado com 04 tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos foram: T1 - 100% da ETc, T2 – 80% da ETc, T3 – 60% da ETc e T4 – 40 % da ETc; irrigadas por gotejamento. Concluiu-se que a redução na lâmina de irrigação não ocasionou diferenças na altura da planta, diâmetro do caule e diâmetro da copa para a mamona cultivar Paraguaçu. A programação da irrigação com 80% da ETc seria o mais indicado, com melhor produtividade e eficiência de uso da água. 

Texto completo: PDF