Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Caracterização microbiológica e físico-química de acelga e alface americana minimamente processadas
Franciely da Silva Santos, Beatriz Thuanny de Oliveira, Julianna Freire de Souza, Maria Janielle de Campos Souza

Última alteração: 2012-08-27

Resumo


A alimentação saudável é fator determinante para a qualidade de vida do ser humano. Apesar de se preocuparem com este fato, muitas pessoas nem sempre se interessam pela sanitização adequada dos alimentos, principalmente aqueles adquiridos em feiras livres. O objetivo do presente trabalho foi observar a ação microbiológica na alface (Lactuca sativa L.) e na acelga (Beta vulgaris) antes e após a sanitização, assim como suas características físico-químicas. Foram realizadas as seguintes operações: lavagem, seleção, corte, sanitização (200 mg/L de cloro ativo), enxague (100 mg/L de cloro ativo), centrifugação e embalagem para a obtenção de alface americana, acelga e a mistura dessas duas hortaliças para formar uma salada.

Foram realizadas analises microbiológicas de enumeração de coliformes totais e termotolerantes, contagem total de bactérias aeróbicas mesófilas e contagem total de bolores e leveduras. E como parâmetros físico- químicos foram avaliados acidez total titulável,  pH. A sanitização influenciou parcialmente nas características microbiológicas avaliadas de uma forma positiva, pois em certos grupos foi possível observar a diminuição de até 2 ciclos logaritmos. Assim como também acidez total titulável e no pH.


Texto completo: PDF