Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Produção e avaliação comparativa do biodiesel de soja e biodiesel de linhaça através de dois métodos de preparação aplicados aos óleos vegetais
Ana Costa Oliveira, LUZIA LILIANE NASCIMENTO SILVA, LUIZ HENRIQUE NUNES DA SILVA, KATRYNE RODRIGUES OLIVEIRA, Steeffany Ingryd FERNANDES DA SILVA, ADRIANO CÉSAR JERÔNIMO DA COSTA

Última alteração: 2012-10-16

Resumo


A crescente demanda de energia no mundo industrializado e no setor doméstico, assim como os problemas de poluição causados devido ao uso e produção dos combustíveis a diesel, têm sido fatores que justificam a necessidade de desenvolver fontes de energias renováveis, inesgotáveis e de menor impacto, estimulando assim a produção de biodiesel.  O biocombustível é produzido a partir de diferentes óleos vegetais, via processo de transesterificação, no qual as moléculas de triglicerídeos encontradas no óleo vegetal reagem com um álcool , na presença de um catalisador, para formar ésteres e glicerol. Neste trabalho, os óleos selecionados para produção de biodiesel foram o de soja e o de linhaça. A conversão do óleo de soja para o biodiesel foi feita a temperatura ambiente sob constante agitação magnética durante 30 minutos em béquer de 200mL. Para a obtenção de biodiesel de linhaça, montou-se um sistema constituído de um balão de fundo chato com três bocas, acoplado a um condensador e a um termômetro digital, inserido numa das bocas, sob agitação constante, à temperatura ambiente por uma hora. As amostras dos citados óleos foram submetidas a análises para caracterização: pH, densidade e índice de acidez e posteriormente, foram realizados as mesmas análises no biodiesel de soja e de linhaça, incluindo a análise de ácidos graxos livres. A partir dos resultados, observou-se que o pH do biodiesel de soja  encontrou-se adequado e neutro e um índice de acidez de 1,395(mgKOH)/g e ácidos graxos livres 0,280%; enquanto que o biodiesel de linhaça demonstrou pH muito alto e índice de   acidez  0, 113%. Os óleos vegetais apresentaram  pHs ácidos e densidades adequadas já que o biodiesel realizado destes óleos apresentaram uma densidade menor. Os resultados atenderam as expectativas da pesquisa na conversão dos dois óleos em biodiesel, confirmados pelas análises preliminares de bancada.

Texto completo: PDF