Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
AVALIAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA DE MELÃO Cucumis melo L. (cv.espanhol) MINIMAMENTE PROCESSADO ARMAZENADO SOB REFRIGERAÇÃO EM DIFERENTES TIPOS DE EMBALAGENS
Georgia Maciel Dias de Moraes, Silmara Azevedo Lopes, Antonia Ariana Camelo Passos

Última alteração: 2012-10-17

Resumo


O melão (Cucumis melo L.) é uma espécie polimórfica, cujas formas botânicas diferenciam-se quanto aos aspectos de sensibilidade ao frio, capacidade de conservação, atividade metabólica e, sobretudo em forma, tamanho de fruto e estrutura da casca e da polpa. Há muitas definições para produtos minimamente processados, porém, podemos considerar como qualquer fruta, hortaliça, ou combinação destas, que tenha sido alterada fisicamente, mas que permaneça em estado fresco. As etapas do processamento mínimo incluem todas as operações de limpeza, lavagem, seleção, descascamento, corte, sanificação, embalagem e armazenamento. O objetivo deste trabalho foi avaliar a interação do armazenamento refrigerado de melão minimamente processado, associado a dois tipos de embalagens, poliestireno e PVC e embalagem de polietileno tereftalato. As amostras foram armazenadas entre 7°C e 8°C. Durante esse período, os pedaços de melão minimamente processado foram analisados nos dias 0; 3 e 5 de armazenamento. As análises realizadas foram de sólidos solúveis (SS), expressos em °Brix, níveis de acidez titulável (AT), pH, umidade, atividade de água e vitamina C. Para as análises físico-químicas foram obtidos resultados significativamente constantes para todos os parâmetros analisados com exceção do teor de sólidos solúveis que apresentaram um acréscimo no quinto dia de experimento, para ambas as embalagens analisadas. Foi possível concluir que as embalagens utilizadas no experimento podem ser utilizadas no armazenamento de abacaxi minimamente processado e que para todos os parâmetros avaliados os dois tipos de embalagem não diferiram entre si a nível de 5% de significância.


Texto completo: PDF