Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Proposta de Jogo usando Tecnologias Assistivas para Auxílio na Rotina Diária de Crianças Autistas
Maria Vanessa Pereira dos Santos, Mônica Ximenes Carneiro da Cunha, Leonardo Melo Medeiros, Robson Matos Maia Junior, Bruno Rodrigues Bessa

Última alteração: 2012-09-17

Resumo


Os jogos para computador, que no passado eram considerados como meros passatempos, são atualmente utilizados como ferramentas no aprendizado educacional. Nos jogos de cunho psicopedagógico, é possível promover o desenvolvimento de habilidades cognitivas, quando observadas características peculiares do público-alvo durante a fase de elaboração do software. A inserção de tecnologias assistivas tem como papel aliar a educação das crianças especiais no suporte do ensino que tornem as atividades simples em prováveis. Este artigo apresenta uma proposta de jogo que possa auxiliar na rotina de crianças portadoras de autismo. Tal iniciativa é motivada pela necessidade de ampliação das alternativas para que pais e ou profissionais (terapeuta ocupacional, psicólogo, fonoaudiólogo) possam lidar de forma mais confortável com a rigidez de apego a rotinas que caracteriza uma criança com autismo. Assim tem-se como objetivo uma maior inserção na sociedade, haja vista que a fácil assimilação e o conhecimento da rotina prevista promovem maior autonomia e previsibilidade dos próximos acontecimentos e, por conseguinte, redução de comportamentos indesejados, como birras e agressões. O jogo proposto é denominado provisoriamente de ROTAUT (rotina autista). Ao longo do artigo serão apresentadas algumas características do jogo, levantadas tanto na revisão bibliográfica quanto nas visitas a uma instituição que atende crianças autistas com diversos níveis de comprometimento, ressaltando a flexibilidade na escolha da rotina, bem como o diagrama de caso de uso e protótipos de dois cenários.


Texto completo: PDF