Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Atributos físicos indicadores da qualidade do solo em mata nativa e área desmatada na bacia do rio Cuiá, em João Pessoa, PB
Yara Iris França Souza, Alexandre Fonseca D'Andrea, Hermano Oliveira Rolim, Eugênio Pacelli Fernandes Leite, Rosicléa Maria Santos D'Andrea, Glaydson Gonçalves Silva

Última alteração: 2012-08-21

Resumo


A bacia do rio Cuiá, localizada no município de João Pessoa, se destaca pela sua relevância ambiental. Apesar disso, existe grande carência de informações a respeito de atributos de qualidade do solo nessa região, para fins de monitoramento e tomada de decisões relativas a uso, ocupação e conservação dos recursos naturais, bem como para a recuperação de condições degradadas. O objetivo deste trabalho foi realizar a avaliação de indicadores físicos de qualidade do solo em área desmatada e em remanescente de mata nativa na bacia do rio Cuiá. Foram coletadas amostras de solos em um Neossolo Quartzarênico em quatro repetições, nas profundidades de 0-10, 10-20 e 20-30 cm. Foram avaliados a textura do solo, a densidade de partículas, a densidade do solo, a porosidade total e o índice de floculação. Em todas as profundidades avaliadas, houve aumento na densidade do solo e decréscimo na porosidade total na área desmatada, bem como redução no índice de floculação, evidenciando degradação da estrutura do solo e redução na sua qualidade física. Não houve modificações na textura e densidade de partículas, dificilmente alteradas pelo manejo, refletindo a uniformidade da área em estudo. Conclui-se que as alterações no uso da terra com a retirada da vegetação original levaram à redução da qualidade do solo nas camadas superficiais, indicada por alterações em atributos chave do solo. Os indicadores físicos que melhor apontaram alterações na qualidade do solo na transformação de remanescentes de mata nativa em áreas desmatadas foram a densidade do solo, a porosidade total e o índice de floculação.

Texto completo: PDF