Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Os festejos juninos no Vale do Açu: uma identidade ressignificada no limiar do divino e do profano
Jalyson da Costa Rocha, Ana Maria do Nascimento Moura

Última alteração: 2012-08-30

Resumo


A cultura é de fundamental importância para a compreensão de qualquer sociedade ou grupo social, visto que nesta se produz memória coletiva. Preocupados com o registro da cultura da microrregião do Vale do Açu, situada no estado do Rio Grande do Norte, é que nós, cidadãos conterrâneos desse lugar, decidimos entrar na discussão sobre os festejos juninos, aspecto de caráter identitário da cultura local. Esse estudo busca entender as relações que são desenvolvidas através dessas festividades, mais precisamente quando nestas são envolvidas manifestações culturais, além de procurar entender como essas comemorações interferem direto e indiretamente na vida de quem as vivencia e como essas pessoas, com todas as suas constantes transformações, interferem nessas manifestações de modo que elas sejam consideradas práticas identitárias da região. Neste artigo apresentamos, além de um breve relato das festas, analisando a dicotomia entre o religioso e o profano, quando há, relatos sobre como estas se deram nas cidades em que foram realizadas. Através de roteiros de observações, pesquisas de campo, vivências da festa e questionários é que nos propomos a responder aqui interrogações levantadas no início dessa pesquisa. Para melhor compreensão do foco desse projeto e como foi feita a análise do festejo junino, abordaremos também conceitos de cultura, memória, identidade, patrimônio – material e imaterial – e festa junina, nos diligenciando a tornar visível uma identidade cultural do Vale do Açu que possa estar presente nas festas juninas.

Texto completo: PDF