Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
O Estágio Supervisionado na formação inicial de professores de Ciências: pontos de encontro e desencontro
Laila Christina Gundim Arruda, Rosa Oliveira Marins Azevedo

Última alteração: 2012-08-30

Resumo


O objetivo deste artigo é apontar algumas contribuições do estágio curricular, na formação inicial de professores de Ciências, a partir das experiências vivenciadas em uma escola pública estadual com estudantes do Ensino Fundamental nas aulas de Ciências. Os dados relativos ao estudo foram coletados durante o Estágio Curricular, por meio de observação direta do ambiente escolar, como um todo, e das aulas do professor de Ciências, em particular. Além disso, houve momentos de discussão com a gestora da escola, pedagoga e professor de Ciências a cerca de questões relativas ao ambiente escolar e à prática docente. Os dados coletados foram divididos em três categorias: 1) Ambientação na escola – objetivou conhecer o espaço físico da escola; 2) Observação participante – consistiu em ter um primeiro contato com a turma e com a figura do professor, que media o processo ensino-aprendizagem, para conhecer a realidade do trabalho docente em Ciências; 3) Trabalho pedagógico coletivo – visou à participação em reuniões pedagógicas, formais e informais. O processo de estágio supervisionado vivenciado na escola foi enriquecedor para minha formação de professora de Ciências, pois pude conviver com professores e alunos, ver a realidade da profissão de perto, contribuir com processo ensino-aprendizagem dos alunos e adquirir experiência quanto ao trabalho docente, particularmente em sala de aula. Nesse processo vivenciado, uma questão marcante para mim foi a necessidade de o professor se recriar como docente a cada dia na escola, a cada encontro com os alunos em sala de aula para poder lidar com os desafios encontrados no percurso. Portanto, o estágio representou o espaço em que busquei vincular aspectos teóricos e práticos, perceber a necessidade de assumir uma postura crítica, que se mostrou possível por meio da postura reflexiva da prática educativa diante da realidade e a partir dela, para que uma educação de qualidade pudesse ser alcançada.


Texto completo: PDF