Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Influência do manejo de diferentes tipos de leguminosas nos atributos químicos de um neossolo litólico1
Lúcia de Oliveira Lima, Cicero Antonio de Sousa Araújo, Marcos José Ezequiel, Andrezo Adenilton Santos, Silvana Barbosa do Nascimento, Graciene Sousa Silva

Última alteração: 2012-10-16

Resumo


A utilização de leguminosas é uma alternativa para melhoria dos atributos, físico-químicos, e biológicos do solo. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência de diferentes espécies de leguminosas, consorciadas com videiras, nos atributos químicos do solo, após dois ciclos de cultivo. Os tratamentos resultantes do arranjo fatorial (4x2x2)  sendo quatro espécies de leguminosas (feijão de porco, lab lab, calopogônio, e feijão guandu) com dois espaçamentos entre sulcos de plantio (25 e 50 cm), e dois espaços/locais (na linha de plantio da videira e na entrelinha), foram distribuídos em blocos ao acaso, com três repetições. Cada unidade experimental constituiu-se de 16 m2, contendo quatro plantas de videiras, na parte central, mais o tratamento. As leguminosas foram semeadas manualmente e na floração plena da maioria das espécies, aproximadamente 90 dias após a emergência das plantas, foram cortadas a 5 cm acima da superfície do solo sendo suas fitomassas depositadas na linha de plantio da videira. Após a decomposição da fitomassa, cerca de 75 dias de sua deposição, foram coletadas amostras de solo na profundidade de (0 - 20 cm), no local de plantio das leguminosas (entre linhas da videira) e no local de deposição da fitomassa (linhas da videira) para determinação do teor de: P, K,  pH e de matéria orgânica , no solo. As espécies de leguminosas avaliadas exerceram influência apenas no teor de K. Verificou-se que os teores de P, de K, MO e do pH do solo foram maiores no local onde foi depositada a fitomassa das leguminosas.


Texto completo: PDF