Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Tendências genéticas de características pré e pós-desmama em rebanhos de bovinos Nelore criados nos estados do Maranhão e Pará
Geneildes Cristina de Jesus Santos, Laryany Farias Vieira, Laryany Farias Vieira, Jorge Luis Ferreira, Jorge Luis Ferreira

Última alteração: 2012-08-21

Resumo


Este trabalho foi realizado com o objetivo de se estimar coeficientes de herdabilidade, medidas de (co)variâncias, coeficientes fenotípicos e ambientais para os pesos pré-desmama (P120 e P210) e pós-desmama (P365, P450 e P550)  em animais da raça Nelore criados nas regiões de Maranhão e Pará. Utilizaram-se registros de 20591 animais nascidos entre os anos de 1998 a 2010, criados a pasto. As estimativas médias para pesos padronizados aos 120 dias (P120), 210 dias (P210), 365 dias (P365), aos 450 dias (P450) e peso aos 550 (P550) foram de 121,63±15,34,179,30±23,17, 211,21±29,15,  240,67±32,09 e 282,65±38,84 kg, respectivamente, para o Maranhão. Para o estado do Pará as médias encontradas para estas mesmas características foram 128,56±15,28, 187,62±21,93, 239,79±29,95, 274,00±36,21 e 328,08±45,34kg, respectivamente, sendo consideradas altas. As herdabilidades diretas estimadas foram de magnitude alta no Maranhão (0,43 e 0,48 para P120 e P210). No estado do Pará os valores encontrados para estas mesmas características foram 0,32, demonstrando alta variabilidade com possibilidade de seleção para ambos os estados. Os ganhos genéticos foram pequenos, o que pode ser devido à utilização ineficiente dos critérios de seleção e a fatores ambientais nestes dois estados.

Texto completo: PDF