Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
INVESTIGAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIFÚNGICA DA DIFENILCARBAZONA E DO SEU COMPLEXO DE Co (II) UTILIZANDO Aspergillus niger.
Ana Bastos, Sônia Lima, Andre da Silva Sampaio

Última alteração: 2012-10-20

Resumo


Este estudo teve por objetivo investigar atividade antifúngica da difenilcarbazona e do seu complexo Co (II) frente ao Aspergillus niger. Os motivos que levaram a essa investigação foram: A frequência das infecções fúngicas sistêmicas, como a aspergilose, resistências aos tratamentos que têm crescido drasticamente, as atividades biológicas difundidas no meio científico para as carbazonas como as atividades antitumoral, antibacteriana, antiviral, antiprotozoária, antifúngica, o fato de esta substância apresentar na sua estrutura química, heteroátomos N, S e O, que facilita a ligação química com metais essenciais para a sobrevida de diversos organismos vivos e aos relatos do aumento da atividade biológica, quando estas substâncias estão ligadas a um centro metálico. Diante do exposto, foram utilizadas cepas dos fungos Aspergillus niger - ATCC 10535, do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde – INCQS/FIOCRUZ, que foram cultivadas em tubos de ensaio com meio inclinado por um período de 7 dias à temperatura de 30ºC em estufa de incubação, sendo o meio utilizado Agar Batata Dextrose (BDA), preparou-se suspensão de esporos do Aspergillus niger na concentração de 107 esporos/mL, sendo retirada da mesma 55µL e posteriormente semeada em placas de petri contendo poços  em meio Agar Batata Dextrose (BDA). Os poços foram preenchidos com as soluções dos compostos nas concentrações de 80.000 a 200.000 µg/mL e incubadas a 30oC  por 72 horas. A inibição foi medida através de um paquímetro, sendo retirada a média do diâmetro dos halos formados e comparada a inibição do controle Nistatina que foi de 14 mm. Os resultados mostraram que a difenilcarbazona não inibiu o crescimento do Aspergillus niger, enquanto que o seu complexo de Co (II) apresentou inibição em todas as concentrações testadas, onde a inibição máxima foi na concentração de 150.000 µg/mL e o solvente dimetilsulfóxido (DMSO) não apresentou inibição do crescimento frente ao fungo.

Texto completo: PDF