Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Caracteristicas estruturais de bosques demangue do estuário do rio cururuca em Paço do Lumiar, MA.
Keila Raianam Santos Nunes, Clarissa Lobato Da Costa, Isabela Dos Santos Mendonça

Última alteração: 2012-12-03

Resumo


Os bosques de mangue podem apresentar diferenças importantes em sua estrutura e funcionamento de acordo com a região, obedecendo a um grande número de fatores e processos ambientais. A caracterização estrutural da vegetação do manguezal constitui valiosa ferramenta no que concerne à resposta desse ecossistema às condições ambientais existentes, bem como aos estudos e ações que levam à sua conservação. O objetivo deste estudo foi caracterizar a estrutura de bosque de mangue do estuário do rio Cururuca em Paço do Lumiar – MA. A estrutura da vegetação foi analisada pelo método de parcelas. Nesse manguezal, foram amostrados somente indivíduos da espécie vegetal Rizophora mangle. Considerando todas as parcelas, o DAP médio variou de 15,18 a 22,2 cm, a altura média de 8,99 a 19,22 e a área basal total foi 1,1596 para 400m², estimativas de 23,19 cm²/ha. De modo geral, as medidas encontradas no manguezal deste estudo indicam uma floresta desenvolvida, majoritariamente arbórea e com pequeno número de indivíduos entrando nas parcelas estudadas. Os resultados encontrados demonstram que os bosques deste estudo apresentam bom padrão de desenvolvimento estrutural quando comparado a outros manguezais do Brasil e da Ilha de São Luís.

Texto completo: PDF