Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
DETECÇÃO DE DESCONTINUIDADES EM CHAPA DE AÇO SAE 1020 UTILIZANDO TÉCNICA ULTRASSÔNICA
Angêlo Antonio Carvalho Aragão, Angêlo Antonio Carvalho Aragão, Cláudia Teresa Teles Farias, Matheus Souza Sales Araújo, Ygor Tadeu Bispo dos Santos

Última alteração: 2012-08-26

Resumo


Devido às suas características de resistência mecânica e baixo custo, a liga metálica mais utilizada na indústria é o aço-carbono.  Dentre os danos que podem levar a falhas neste material, a corrosão é a principal causa do mau funcionamento dos equipamentos, necessitando, portanto, de monitoramento periódico. Ensaios não destrutivos (ENDs) contribuem para garantir qualidade, reduzir custos e aumentar confiabilidade de equipamentos, produtos e estruturas industriais, proporcionando informações a respeito do teor de defeitos, como a localização, dimensionamento, e a monitoração da degradação em serviço. A técnica não destrutiva ultrassônica é interessante para a detecção e acompanhamento de deteriorações como perda de espessura e falhas estruturais localizadas em chapas metálicas uma vez que não requer a parada do processo e não altera as características do corpo de prova. Neste trabalho serão realizados ensaios não destrutivos ultrassônicos em chapa de aço carbono SAE 1020, a fim de determinar a perda de espessura simulando corrosão, utilizando a técnica convencional pulso-eco por contato.

Texto completo: PDF