Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Aproveitamento da Glicerina para Desenvolvimento de Combustível Líquido de Segunda Geração.
Maria Cláudia Rodrigues Brandão, Danillo Cunha Rodrigues, Mailson Augusto Almeida Cartaxo, Juliana Kelly Dionísio Souza, Edmilson Dantas da Silva Filho

Última alteração: 2013-03-12

Resumo


Atualmente, o crescimento da produção mundial de biodiesel está gerando um grande excedente de glicerina, desvalorizando-a no mercado, sendo necessário transformá-la em produtos de maior valor agregado. Uma das formas de valorizar a glicerina é a sua eterificação para ser aplicado como aditivo oxigenado em diesel. No presente trabalho pretende-se sintetizar éteres de glicerina com álcoois butílicos e amílicos via Síntese de Willianson, que funcionem com biocombustíveis líquidos de segunda geração. Estas novas formulações apresentam a vantagem de utilizar resíduos da indústria de primeira geração, minimizando gastos com matéria-prima e reduzindo danos ambientais ocasionados pelo destino inadequado de tais resíduos. Assim, o foco da pesquisa é o desenvolvimento de um novo biocombustível derivado da glicerina, para motores do ciclo diesel. Um biocombustível de segunda geração, o 1,3-diisobutóxi-propan-2-ol, foi obtido e sua estrutura química foi caracterizada por espectroscopia de infravermelho e por ressonância magnética nuclear e algumas normas técnicas segundo a Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) foram avaliadas.


Texto completo: PDF