Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Processo Tungsten Inert Gas (TIG): avaliação da porosidade fora da posição plana
Wesclen Silva de Lima, Ramon Fernandes Fagundes, Celina Leal Mendes Da Silva

Última alteração: 2012-08-28

Resumo


O alumínio vem ganhando cada vez mais destaque na indústria devido a excelentes propriedades encontradas neste metal. No entanto, quando relacionado à soldagem, o surgimento de descontinuidades é inevitável. A porosidade é um exemplo. Desta forma, este presente trabalho teve como objetivo avaliar a formação desta descontinuidade a partir da variação da vazão do gás de proteção, na posição sobre cabeça e horizontal, sabendo que estas posições dificultam a saída da porosidade formada. Este trabalho foi realizado com a liga AA5052, adotando parâmetros de soldagem pré-definidos. Para cada condição de soldagem, foram realizadas três repetições, utilizando uma bancada automatizada conferindo repetibilidade aos ensaios. A gravimétrica, caracterizada por determinar a formação de porosidade em materiais através da comparação da densidade destes com o valor de referência, foi empregada para quantificar a porosidade.  Foi realizada uma analise visual com intuito de detectar esses defeitos e a metalografia para a visualização dos mesmos. Os resultados da gravimetria foram submetidos à análise de variância. Os resultados indicaram que as vazões do gás de proteção utilizadas apresentaram pouca influência visualmente, entretanto a partir da análise de variância, foi constatada uma influência da ocorrência de porosidade relacionada à mudança da vazão de gás.

Texto completo: PDF