Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Quantidade Ideal de Cinza Vegetal na Germinação de Sementes de Alface
Carla Gomes da Silva, Allysson Borges da Costa, Anderson Maciel Fonseca, Marcelo Alves Terra, Fernanda Ferreira Leonel

Última alteração: 2012-08-24

Resumo


RESUMO: O objetivo deste estudo foi o de avaliar o efeito de diferentes quantidades de cinza vegetal na germinação de sementes de alface. O experimento foi instalado e conduzido nas dependências do IFTO/Gurupi. Sementes peletizadas de alface da variedade Lucy Brown foram semeadas em bandejas para produção de muda com 128 células cada, preenchidas com compostos de solo + cinza vegetal em diferentes proporções, sendo estas  0%,  6,25%, 12,5%, 25%, 50%  e 100%. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado com 4 repetições e além dos tratamentos com cinza vegetal utilizou-se um tratamento com  Substrato Comercial como testemunha de germinação. A germinação iniciou-se aos 4 DAS e as contagem foram aos 5, 10 e 15 DAS (Dias Após a Semeadura). Foi calculadas as porcentagens de germinação e os IVG (Índice de Velocidade de Germinação) para cada tratamento. Os resultados foram submetidos a uma análise de variância pelo teste F e as médias comparadas pelo teste Tukey. A maior germinação foi verificada quando utilizou como substrato o solo + cinza vegetal na proporção de 6,25% sendo esta de 82%. No substrato comercia l a germinação foi de 71% enquanto no solo +  0% de cinza vegetal a germinação foi de 64%.  Quando utilizou-se solo + cinza vegetal nas proporções de 12,5, 25, 50 e 100% a germinação variou de  1,56 a 0,5%. O comportamento do IVG foi semelhante ao comportamento verificado para germinação

Texto completo: PDF