Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Experiência com a produção de mudas de Laguncularia racemosa e Avicennia sp para recuperação de um manguezal degradado no estuário do rio Acaraú- CE.
Amanda Lídia de Sousa Paula, BRENA KÉSIA DE SOUSA LIMA, RAFAELA CAMARGO MAIA, ELISÂNGELA DE LIMA CARMO

Última alteração: 2015-02-19

Resumo


O manguezal do estuário do rio Acaraú é um ambiente de alta vulnerabilidade á pressão antrópica. Principalmente com a utilização das madeiras de mangue, pelos ribeirinhos, para construções artesanais, provocando o desmatamento da área. Em virtude desta realidade, o objetivo deste trabalho foi fornecer subsídios para recuperação do ecossistema manguezal e realizar um plantio experimental de mudas de mangue. Foi produzido um viveiro de mudas com 213 exemplares, sendo 111 de L. racemosa e 102 de Avicennia sp. Cada propágulo foi medido e colocado em sacos de polietileno de 1 litro com substrato, mantido em área parcialmente sombreada e irrigado diariamente com água doce. Esse procedimento durou 8 semanas. L. racemosa cresceu da segunda até a quinta semana, quando foi observado o maior crescimento médio dos exemplares, 94,5 mm. As mudas de Avicennia sp apresentaram um desenvolvimento progressivo da primeira a quinta semana, quando atingiu os maiores valores, alcançando, em média, 76,8 mm de crescimento. A área escolhida no estuário do rio Acaraú para o plantio das mudas compreende a uma área historicamente degradada por desmatamento. Foram escolhidas as plântulas que estavam com mais de 150 mm de altura e pelo menos um par de folhas. Ao todo, foram replantadas 50 mudas, sendo 25 de cada espécie. Os dados obtidos nesse estudo indicam que em um período de dois meses, os propágulos obtidos em campo, estavam viáveis para o replantio. Mesmo este manguezal estando bastante desmatado e degradado, percebeu-se que é sim possível o sucesso do processo de recomposição. Os dados obtidos nesse trabalho irão contribuir com a recuperação da qualidade ambiental e social da região, principalmente se considerarmos a grande ajuda de bens e serviços, fornecidos gratuitamente pelo ecossistema manguezal.


Texto completo: PDF