Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Desenvolvimento de um Sensor Químico de Nanotubos de Carbono a Base de Ácido Ferúlico para Detecção Seletiva de Ácido Ascórbico e Ácido Úrico.
JOAB SERRA RODRIGUES DA SILVA, João Paixão dos santos Neto, Erivaldo de Oliveira Costa, Leonardo viera da Silva, Marilia Oliveira Fonseca Goulart, Phabyanno Rodrigues Lima

Última alteração: 2012-08-30

Resumo


O desenvolvimento de novos sensores químicos tem sido o foco de muitos trabalhos no campo da eletroquímica como pode ser observado na literatura científica com seletiva política editorial e alto fator de impacto, justificado, por exemplo, pela versatilidade, simplicidade e alta sensibilidade no reconhecimento de analitos-alvo. Assim sendo, no trabalho é descrito o desenvolvido de um sensor químico modificado com nanotubos de carbono funcionalizado com ácido ferúlico (AF) ativado tendo como finalidade a detecção de antioxidantes tais como o ácido ascórbico(AA) e ácido úrico (AU). Após o processo de imobilização (polimerização via técnica potenciodinâmica, Ei= -0,25 e El= 0,8 vs. Ag/AgCl), a poli-AF, foi eletrogerada in situ sobre o MWCNT depositado em carbono vítreo, gerando, o par redox quinona/hidroquinona, E° = 0,20 V vs. Ag/AgCl. Com intuito de verificar o comportamento da sonda eletrogerada, foi selecionada a técnica eletroquímica de voltametria cíclica. A sonda redox apresentou atividade eletrocatalítica (E = 0,20V vs. Ag/AgCl) frente a detecção de AA. Por outro lado, o mesmo sistema nanoestruturado não é sensível ao reconhecimento eletrocatalítico de AU, sendo, portanto, uma alternativa simples e inovadora para a determinação simultânea de AA e AU em matrizes biológicas, uma vez que esses analitos apresentam o mesmo potencial de detecção quando do uso de sistemas convencionais para reconhecimento (eletrodos não modificados).


Texto completo: PDF