Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
LINGUAGEM NÃO VERBAL: um olhar semiótico sobre a fotografia
Liana Márcia Gonçalves Mafra, RAQUEL DOS SANTOS SOUSA

Última alteração: 2012-07-24

Resumo


Este artigo é resultado de um projeto de pesquisa PIBIC Jr., em andamento no IFMA, campus Santa Inês, que buscou demonstrar a importância da linguagem não-verbal, especificamente a fotografia, como registro/documento histórico, objeto de denúncia social, ambiental e política, utilizando os pressuposto da Semiologia – ciência geral dos signos, que tem por objeto qualquer sistema de signos e, especificamente, à Semiótica, com o estudo das imagens. Com o advento da fotografia na primeira metade do século XX, a sociedade começou a transformar-se no mundo das imagens, onde tudo pode ser registrado e reproduzido com precisão e verossimilhança até então impensáveis, pois se começou a transmitir e registrar para a posteridade quase tudo que pudesse ser visto e mostrado, dos fatos mais rotineiros aos mais inusitados. O material base (fotografias) para a organização do corpus e da análise foi produzido na região do Vale do Pindaré. Após o processo de análise, elaborou-se um material de apoio e consulta aos interessados e aprendizes do campus, assim como uma oficina com o resultado da pesquisa, demonstrando que os processos semióticos são historicamente determinados e geograficamente delimitados, pois a visão de mundo de uma comunidade sociocultural e linguística, bem como sua ideologia e sistema de valores, acha-se sempre em processo de (re)formulação. Com o registro fotográfico, a sociedade ganhou poderosa aliada, pois a memória visual é pensada e sentida, coletiva ou individual, e sempre historicamente construída. É também um produto de um processo discursivo, ou seja, há um sujeito que seleciona e trata a informação, revela sistemas de valores, nesse caso, uma verdade social pungente: o problema da fome no mundo; automóveis após acidentes; meio ambiente degradado, dentre outros temas que inquietam a sociedade e que foram registrados pelas lentes da equipe executora do projeto.


Texto completo: PDF