Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Determinação da prevalência parasitológica em equinos da raça Crioulo criados em pastagens no estado de Tocantins
Clauber Rosanova, Aurisan da Silva Barroso, Bruna de Pádua Marcolini, Ricardo Rodrigues Valadares, Nayanna Francisca Rosa Rodrigues

Última alteração: 2012-08-28

Resumo


O cavalo apresenta papel de destaque na história da humanidade, entretanto, por vezes, esses eqüinos são manejados sem assistência técnica adequada, sofrendo com diversos problemas, entre eles as parasitoses. Atualmente é grande a preocupação dos profissionais de saúde animal no controle de enfermidades parasitárias, dentre elas verminoses que acometem os equinos. Os cavalos Crioulos tem como características a rusticidade, devido a seleção natural no campo, a funcionalidade, a docilidade, vivacidade e a coragem, características selecionadas durante décadas para melhorar o trabalho na pecuária. Foram utilizados 30 animais neste estudo, seu escore corporal e outros parâmetros foram analisados, assim como a contagem de ovos de parasitas de amostra fecal. Para a coleta das fe zes dos animais, precedeu-se a contagem de ovos por grama (OPG) pelo método de McMaster,. Foram determinadas 100% de infecção nos animais, portanto, a ausência de ovos não foi encontrada em nenhuma amostra. Ovos de estrongilideos foram encontrados em 95% dos animais contaminados, sempre associados aos trichostrongilídeos. Essa condição pode ser causada pelo péssimo manejo nutricional e a falta de um programa de controle estratégico a que esses animais não são submetidos. Necessita-se, urgentemente de melhorias no manejo sanitário e de programas de controle parasitário para esses animais.


Texto completo: PDF