Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
INTERAÇÃO E DIALOGIA NO ENSINO-APRENDIZAGEM NA MODALIDADE EAD
Márcia Amaral Bertão

Última alteração: 2012-08-09

Resumo


Este trabalho objetiva analisar o ensino da Língua Inglesa na modalidade à distância - EaD. Nessa modalidade de ensino, os educadores podem recorrer há vários mecanismos da internet e avaliar os alunos por meio dos chats, listas de discussão, fóruns, sites e cursos on-line. No contexto de aprendizagem, a internet e seus recursos resolvem um dos maiores problemas para o desenvolvimento da comunicação: ausência de contato com os falantes nativos e de oportunidades reais de interação. Considerando a concepção de linguagem enquanto interação, Bakhtin (1988) afirma que o diálogo é o princípio constitutivo da linguagem. Nesse sentido, pode-se dizer que duas noções de dialogismo estão inseridas nos escritos de Bakhtin: o diálogo entre interlocutores e o diálogo entre discursos. Em vista das discussões sobre a relação autoritária que, tradicionalmente, acontece em sala de aula, as críticas aos discursos monológicos e monossêmicos que ocorrem na interação entre professor e aluno, e das novas concepções de ensino-aprendizagem, muitos professores têm procurado assumir uma relação menos hierárquica e uma linguagem que possibilite a ocorrência de um discurso dialógico e polissêmico. Isso permite produções de sentidos diferentes, sem o autoritarismo da resposta única ou da repetição obrigatória dos conteúdos estudados. Assim, neste trabalho procuramos observar como ocorre a interação entre professor, tutor e alunos em duas aulas de inglês a distância do IFTO, a partir das marcas linguísticas presentes nos enunciados produzidos por professor, tutor e alunos, que caracterizam a polifonia, a multiplicidade de vozes possíveis em um discurso e identificar qual tipo de discurso predomina na interação ocorrida entre esses sujeitos. Para essa análise, iremos nos apoiar na categoria de heterogeneidade mostrada tal como a define Maingueneau (1989). Para identificar qual tipo de discurso predomina na interação ocorrida entre aqueles locutores, em dois momentos, seguiremos a proposta de Orlandi (1987) quanto à tipologia discursiva, que ela classifica em discurso autoritário, polêmico e lúdico.


Texto completo: PDF