Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
AVALIAÇÃO DA POTENCIALIDADE DE TRÊS CULTIVARES DE MANDIOCA (Manihot esculenta Crantz) PARA A PRODUÇÃO DE ETANOL NA REGIÃO CENTRAL DO ESTADO DO TOCANTINS
Kallyana Moraes Carvalho Dominices, Valdira Dias Pereira de Carvalho, Tarso da Costa Alvim

Última alteração: 2012-12-13

Resumo


O objetivo deste estudo foi avaliar os teores de amido e matéria seca de três cultivares (Amarelinha, Cacau Roxa e Tapioqueira) avaliadas a fim de se verificar como potencialidade para a produção de etanol na Região Central do Tocantins. O delineamento experimental utilizado foi o DIC (Delineamento Inteiramente Casualizado) com sete repetições. Os teores de amido e matéria seca apresentados tiveram médias de 46,08% e 41,55%, respectivamente. A cultivar que apresentou maior índice de amido foi a Cacau Roxa, com 49,00%, ou seja, com potencial para a produção de etanol. Já os valores de matéria seca das cultivares estudadas, variaram de 38,95% a 42,87%, sendo que a cultivar Cacau Roxa obteve maiores índices não diferindo estatisticamente da cultivar Amarelinha.

Texto completo: PDF