Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Diversidade biológica vegetal de três ambientes na Caatinga paraibana, sítio Pereiros, chácara Canaã município de Sousa-PB.
Fernando Julião de Medeiros junior, Maria do Carmo de Amorim, Roberta de Oliveira Sousa Wanderley, Paulo Alves Wanderley

Última alteração: 2012-12-13

Resumo


A Caatinga é o único bioma exclusivamente brasileiro e do ponto de vista vegetacional  e bastante diversificada por incluir outros ambientes associados. O Sertão paraibano caracteriza-se pelo clima semiárido. Os solos são rasos e pedregosos, a vegetação com formação do tipo arbustiva esparsa, com predomínio de marmeleiro (Maprounea brasiliensis), pereiro (Aspidosperma pirifolium), jurema preta (Mimosa tenuiflora B.), mandacaru (Cereus jamacaru), xique-xique (Cereus gounellei), entre outras. Objetivou-se neste trabalho fazer um levantamento da diversidade biológica vegetal do ecossistema da Caatinga paraibana. O trabalho foi realizado no sitio Pereiros, chácara Canaã, município de Sousa-PB,  na mesorregião do Sertão paraibano,  microrregião de Sousa, a 06° 40' 26'' de latitude Sul, 38° 18' 25'' de longitude Oeste e altitude de 283m em relação ao nível do mar. Para o levantamento da biodiversidade, a área foi subdividida em 03 subáreas de 240 m² e  quatro repetições cada uma delas. Subárea 1 roçado de baixio, subárea 2 mata de capoeira e subárea 3 Caatinga fechada. O levantamento da diversidade biológica vegetal nos três ambientes pesquisados possui uma grande diversidade de espécies características, que só se encontram no semiárido brasileiro. Com os dados obtidos foi possível identificar também uma grande quantidade de plantas nativas, devido ao trabalho realizado principalmente pelos dispersores e polinizadores como pássaros, morcegos, mamíferos e insetos. Com o estudo realizado, foi possível identificar uma lista com 36 espécies consideradas importantes para o ecossistema daquela região. Espécies encontradas com maior frequência, pimenta d’água, Capim rabo de raposa, quebra panela, vassourinha de botão, velame, alfazema brava e marmeleiro. Elas se destacam não somente pela sua dominância no local, mas provavelmente pela capacidade de adaptação às condições adversas como é o caso da Caatinga paraibana.

Texto completo: PDF