Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Elaboração e Avaliação Sensorial de Cookie de Farinha da Semente de Goiaba
Andreza Marta Pereira Alves, Natálya Vidal de Holanda, Fabiana de Lima Colares, Jayme Antônio Corado, Marlene Nunes Damaceno, Ana Erbênia Pereira Mendes

Última alteração: 2012-09-24

Resumo


A goiaba (Psidium guajava) é uma fruta nativa da América tropical e atualmente pode ser encontrada em todas as regiões do Brasil. É considerada pelos nutricionistas como uma das frutas mais completas e equilibradas. É a fruta mais rica em zinco, fibras, niacina, vitamina E e licopeno. O objetivo deste trabalho foi elaborar um cookie a partir de 50% da farinha da semente da goiaba, visando aproveitar resíduos remanescentes gerados durante o processamento da goiaba, agregando valor nutricional ao produto. Os frutos foram obtidos em uma fazenda localizada no município de Limoeiro do Norte, depois foram processados e as sementes foram levadas para secagem em estufa a 70°C por 72 horas, seguindo-se a trituração. O cookie foi produzido com base em uma receita padrão, substituindo-se 50% da quantidade de farinha de trigo por farinha da semente de goiaba e demais ingredientes. Após a elaboração do produto, realizou-se o teste de aceitabilidade com 51 consumidores, utilizando-se a Escala de Atitude de sete pontos, onde 7 representava a nota máxima “comeria sempre que tivesse oportunidade” e 1 representava a nota mínima “só comeria se fosse forçado(a)”. A média de aceitação do cookie de farinha da semente de goiaba foi de 6,03 pontos, correspondendo à faixa compreendida entre as notas “comeria sempre que tivesse oportunidade” e “comeria frequentemente”. Concluiu-se, portanto, que o cookie de farinha da semente de goiaba obteve uma boa aceitação pelos consumidores.


Texto completo: PDF