Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Aceitação sensorial de apresuntado caprino
Janaina Mara Moura Lima, Monique Ellen Torres da Silva, Victoria Krisna Maia, Clarissa Maia de Aquino, Luan Gomes de Sousa, Antônia Lucivânia de Sousa Monte

Última alteração: 2012-10-19

Resumo


A caprino cultura representa, atualmente, um forte potencial de geração de renda para a economia brasileira e, em especial, para a região Nordeste, devido à elevada capacidade de adaptação destes animais às condições climáticas. Os animais abatidos com pouca idade tem uma maior aceitação pelos seus consumidores, já os de idades mais avançadas não são bem vistos devido características sensoriais bastante acentuadas. Para agregar valor a uma carne de baixa aceitação pelo consumidor, foi desenvolvido o processamento do apresuntado caprino de animais com idade avançada e SRD (sem raça definida), tendo como objetivo avaliar a aceitação sensorial deste produto através do teste de aceitação utilizando-se uma escala de 9 pontos, a carne caprina proveniente de animais velhos ou de idade avançada, mostrou-se adequada para a fabricação de embutidos cozidos e, combinada com 25% de carne suína e 75% de carne caprina, apresentou uma boa aceitação sensorial com uma nota 7, referente a faixa de (comeria isso frequentemente), demonstrando que o produto oferece boas perspectivas de consumo.

 


Texto completo: PDF