Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, VII CONNEPI - Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação

Tamanho da fonte: 
Análise comparativa de estudos sobre a caracterização física dos resíduos sólidos urbanos gerados em diferentes municípios brasileiros.
Israel Lobato Rocha, Maria Ivanilda Aguiar

Última alteração: 2012-07-10

Resumo


O crescente aumento da população associado a maior geração de produtos, resulta na geração cada vez maior de resíduos sólidos urbanos. A gestão desses resíduos é um problema para a maioria das cidades brasileiras, que quase sempre não tem um adequado sistema de gestão de seus resíduos. Muito se tem discutido que a gestão eficiente de resíduos sólidos necessita de uma coleta seletiva voltada para o incentivo à reciclagem. No entanto, para que os programas de coleta seletiva municipais sejam mais eficientes é indispensável estudos prévios sobre a composição física dos resíduos sólidos gerados em cada cidade do país. O objetivo deste trabalho foi analisar alguns estudos que fazem a caracterização física de resíduos sólidos urbanos, especificamente a composição gravimétrica, o peso específico e a geração per capita. Avaliou-se 16 trabalhos científicos relacionados com a caracterização física dos resíduos sólidos gerados em diferentes cidades do país. Observou-se que os estudos utilizam como método de amostragem o quarteamento ou método similar. Os municípios pesquisados tem população variando de 6197 a 100826 habitantes, geram de 619 a 48300 kg/dia, com geração per capita de 0,39 e 0,62 kg/hab./dia. Os valores de peso específico variaram de 171,46 a 262,81 kg/m3 e a composição gravimétrica média foi de 54% de material orgânico, 15% de plástico, 12% de papel/papelão, 3% de metal, 2% de vidro e 14% de outros materiais. O conhecimento da caracterização física dos resíduos sólidos urbanos, principalmente sua composição gravimétrica e geração total, é fundamental para a implantação de um programa de gestão de resíduos municipal eficiente, uma vez que permite identificar a quantidade e potencial reciclável dos materiais descartados pela população. No entanto, poucos municípios brasileiros fazem a caracterização física de seus resíduos sólidos urbanos.

Texto completo: PDF